Controlo

Produtos Tradicionais / IGP / Produtos – IGP
Cacholeira Branca de Portalegre – IGP

INDICAÇÃO GEOGRÁFICA PROTEGIDA

 

Enchido tratado por escaldão, constituído, basicamente, por fígado e outros órgãos internos,
e gorduras macias de porco da Raça Alentejana, sal e, por vezes, alhos secos e cominhos. O invólucro é tripa natural seca, obtida exclusivamente a partir do intestino delgado e do intestino grosso de porco. Tem um formato cilíndrico, de ferradura, comprimento até 50 cm, diâmetro entre 30 e 50 mm e é apertado por torção ou atadura. A massa é homogénea e perfeitamente ligada.

O fígado e outras vísceras são migados e batidos com o dorso de uma faca, até ficarem em pasta, ou são picadas em pedaços de 2 mm. As gorduras são migadas em pedaços de 1,5 a 2,5 cm. Todos estes ingredientes são misturados com um pouco de sangue de porco e condimentos (alho, cominho, pimentão doce e sal), mexendo muito bem. A massa fica em repouso durante 12 a 24 horas em ambiente cuja temperatura não ultrapassa os 10ºC e cuja humidade tem que estar próxima dos 80%/90%. Depois enche-se a tripa delgada ou grossa de porco de modo a que a mesma fique bem cheia e apertada. Por fim, submete-se a escaldão que dura, em média, 1 hora, sendo depois as cacholeiras mergulhadas em água fria durante dois a cinco minutos. O produto final deve ser conservado a uma temperatura entre 5 e 10ºC.

Sabor agradável, suave e pouco salgado.

A área geográfica de produção está circunscrita aos concelhos do Distrito de Portalegre.